Guia para o Templo Pura Lempuyang & Tirta Gangga

Optei por visitar estes 2 sítios a partir de Padang Bai. Há quem o faça, por exemplo, a partir de Ubud, e é possível faze-lo a partir daí também. Quer de Ubud quer de Padang Bai, são óptimos pontos de partida para esta visita.

Aproveitei na minha primeira ida para as Gilis, fazer estes 2 locais que estavam há já algum tempo na minha bucket list.

A zona de Padang Bai é muito conhecida como sendo o porto dos barcos para as Gilis, então são raros os turistas que por ali pernoitam. Mas acreditem que na zona ainda há algumas coisas que ver: Blue Lagoon (que infelizmente só consegui ver ao final do dia), e também a White Sand Beach, que me disseram que vale a pena!

Onde ficar em Padang Bai?

Já fiquei em Padang Bai várias vezes, pelo que recomendo o Made Homestay e o Kembar Inn Padang Bai. São sítios sem luxos e bem simples. Ambos bem localizados também. Fiquei em outros, mas não recomendo.

Na vez que optei por visitar o Pura Lempuyang e o Tirta Gangga, fiquei 2 noites para poder fazer este tour.

Como conseguir a Tour para os Templos?

Esta parte, a meu ver, é sempre a mais delicada. Eu como não gosto de tours já organizados, prefiro decidir onde ir, isto complica-me sempre um pouco mais a vida na parte da negociação do táxi para o dia. Um inferno por vezes! Na verdade, gosto de decidir os sítios que vou ver e quanto tempo passar neles, e não ter que andar a correr porque o grupo está a espera. Muitas vezes assim nem aproveitamos direito. 

Depois de muitas voltas dar no centro de Padang Bai (é bem pequeno), consegui um táxi para me levar aos 2 sítios por 400k (cerca de 25€). Não ficou uma duração definida da Tour, mas sim o tempo de ir e vir da visita aos 2 locais. Ficou sensivelmente metade de um dia. Começamos por volta das 10h e voltamos por volta das 16h. Não está mal o preço para 2 pessoas e 2 locais que não ficam assim tão perto.

Templo Pura Lempuyang

Há muito que sonhava em ir a este sitio. Via muitas fotos, e só o facto de ter o Mt Agung, imponente, como pano de fundo, fazia-me ainda mais querer visita-lo!

O caminho para este tempo não é nada fácil. Ainda fica um pouco longe e são curvas e curvinhas grande parte do tempo. Convém esclarecer que este templo fica praticamente em cima do Mt Agung.

Quando finalmente cheguei, tem uma espécie de guias que nos dão alguma orientação. Temos também que cobrir as pernas e os ombros. Como ia de calções, foi possível alugar por lá um sarong por 10k ( cerca de 0,60€).

Preço da Entrada: por donativo

Não sabia, que o Pura Lempuyang é um conjunto de 7 templos, e a caminhada entre eles dura cerca de 5h/7h+, se bem me lembro, para completar todos! Sendo que em alguns pontos o caminho é bem duro, com alguns macaquinhos que por vezes gostam de roubar coisinhas aos turistas, segundo o guia que nos recebeu (mas não quisemos que nos acompanhasse uma vez que não íamos muito longe).

20170629_125802-01

Mapa dos Templos

A minha sorte, é que o Templo principal que eu queria ver…era o primeiro!! Ou seja, não subi aos outros e fiquei muito mais tempo a aproveitar a vista e o templo que tanto queria visitar!

A vista para o Mt Agung e as fotos que tanto via em todo o lado, são tiradas na portada principal do Templo (em cima podem ver a entrada, e mais abaixo, a vista para o Vulcão)

Que impressionante e que vista indescritível!

Quando entramos dentro das portas, temos 3 conjuntos de escadas para o templo, e na altura não nos foi permitida subir pela do meio, não sei se é sempre, mas no dia que fui era exclusiva aos Hindus. 

Vejam só a vista da escadaria da parte de dentro!

Muito engraçado também que estavam alguns locais a tirar fotos e acabei também por tirar com eles!

Perdi a noção de quanto tempo fiquei por lá, mas entre contemplar a vista e a sessão de fotos, ainda estive por lá um bom par de horas. Se nesse dia, tivesse ido visitar apenas este sitio, já ficaria feliz. Muito feliz.

Saímos finalmente do Templo, com destino ao próximo sitio. Ia feliz e de sorriso na cara.

Jardim Tirta Gangga

Quando organizei a ida ao Pura Lempuyang, vi que o Tirta Gangga seria em caminho, então juntei as duas visitas no mesmo dia.

Chegadas ao Tirta Gangga, sitio completamente turístico. Restaurantes e lojas à volta e claro, entrada paga. 

Preço da Entrada: 30k ( cerca de 1,85€)

Este local, ao contrário do que pensava, não é um Templo, mas sim um jardim. Tem também um hotel na parte de dentro.

Achei o sitio muito giro, super arranjado e bem tratado (quando assim é, vale a pena o que se paga, mesmo que seja um valor simbólico).

O Tirta Gangga é um Jardim Real, cheio de fontes, estátuas por todo o lado, e é engraçado que Tirta Gangga, significa Água do Ganges!

Super fotogénico e óptimo para aproveitar em família. Vale a pena passar por lá.

Vejam as fotos:

Findo a Tour, fiquei satisfeita pois correu tudo como o previsto. Consegui visitar o que queria e ainda aproveitar o resto do dia em Padang Bai antes de finalmente ir para as Gilis pela primeira vez!

Já sabem, ou se só chegaram ao blog agora ficam a saber que, podem acompanhar os meus dias pela Indonésia aqui!

Boas Viagens ❤️

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

Gostaste deste Artigo? Guarda-o no Pinterest!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »