Guia para Ulun Danu Bratan Temple & Handara Gate

Quanto mais tempo passamos em Bali, nomeadamente em Ubud, mais tempo temos para explorar sítios que ainda não fomos. Antes de explorarmos Yogyakarta, ficámos vários dias em Ubud, e um dos sítios que visitamos foi o Templo Ulun Danu Bratan (ou Ulun Danu Beratan), mais conhecido com o Templo do Lago e a Handara Gate, nada mais nada menos, do que a porta de entrada para um resort que ficou viral.

Ambos os sítios, na zona mais a Norte de Bali, podem ser visitáveis conjugando, também, umas Cascatas na zona, no entanto, sendo agora (Fevereiro) época de chuvas, embora tenhamos levado a nossa roupa de banho, depois de fazermos as visitas a estes dois locais, choveu torrencialmente! Acabamos por voltar para Ubud e nada de Cascatas.

Onde ficámos?

Como sempre, optamos por ficar em Ubud, sendo para mim a melhor zona de Bali, e especialmente pela localização quando queremos fazer visitas culturais. Ficamos no Ojek’s Homestay, mas desta vez, ficamos tão desapontados com o sitio que não vamos voltar a ficar, e optamos, no dia seguinte, por nos mudar para o Ayu Homestay.

No Homestay alugamos a mota para o dia por 70 mil rúpias, e de manhã fomos explorar estes dois locais. Nos dias que tivemos em Ubud, tivemos alguma sorte, sendo época das chuvas, choveu apenas quando acabamos de visitar os locais! Acho que os Deuses estavam conosco.

Como chegar?

Podem optar fazer estas visitas contratando o serviço de táxi para tour de um dia, mas como o Rudi conduz mota, esta é efectivamente a forma mais económica. Fomos de mota até lá, e a viagem durou cerca de 1h30/2h para cada lado! O caminho é relativamente fácil, mas cansativo por haver muitas curvas e por vezes muito trânsito (quando andamos assim por estes caminhos, faz-nos lembrar as estradas secundárias em Portugal).

Como ambos os sítios são ao lado um do outro, visitámo-los na mesma altura:

Ulun Danu Bratan Temple | O Templo do Lago

Há muito que queria visitar este Templo, mas por ser fora de Ubud, ainda não o tinha feito. Parecia-me muito bonito então fazia parte da minha bucketlist (é de facto muito bonito, confirmo).

Não chegamos muito cedo, ao contrario do que gostaríamos, então apanhamos muita gente mesmo!!!! Estava atolado de gente, mas ainda assim conseguimos aproveitar a paisagem e usufruir do imenso jardim, mesmo a tempo antes de chover (temos sido uns sortudos, em plena época de chuvas, apanhamos bom tempo enquanto visitamos os sítios. Quando acabávamos, lá vinha a chuva ehehe).

Um pouco de história…

O Templo do Lago, a seguir ao Besakih Temple ( ou Mother Temple) é dos mais importantes templos de Bali. Foi construido em 1633, e fica localizado numa pequena península às margens do Lago Bratan a 1200 metros de altura. Esse lago desempenha um papel importante na irrigação da área e da parte meridional da ilha. Por esse motivo o templo é dedicado à Dewi Danu, a deusa da água. Se olharmos bem, dá a sensação que o Templo flutua na água.

Há muita gente que procura visita-lo para o Nascer do Sol, e as fotos que vi são magnificas, no entanto, se o fizerem aconselho fora da época de chuvas, se não apanham como nós, muitas nuvens, o que até dá um certo misticismo ao lugar!

Neste Templo, é possivel também fazer um passeio de barco, por cerca de 70 mil rúpias (creio que seja negociável). Nós não o fizemos, pois por além de não haver muito sol, ameaçava chover (e choveu mesmo já no fim da nossa visita).

Por cerca de 70 mil rúpias podemos fazer este passeio. Muito instagramável não é verdade? eheh

E agora deixo-vos com mais umas fotos deste lugar mágico:

Informações Gerais

Preço Bilhete: Turista Internacional 50k | Turista Local 20k

Horário: 08h – 18h

Bilhetes com preços diferentes Turista Local e Internacional

Handara Golf Gate | A icónica porta de Bali

Esta porta não é nada mais nada menos do que a entrada para o Handara Golf Resort, no entanto, com o poder das redes sociais, tornou-se viral e agora é um ponto de visita e de passagem para quem anda por estas bandas.

Como vi que a porta fica a apenas 10 minutos do Templo do Lago, juntámos as visitas e passámos por lá! Quando saímos do Templo chovia imenso, mas o curioso é que junto à porta apanhamos bom tempo! O que ainda deu para tirar umas boas fotos e ver ao vivo o que faz as redes sociais! Há de facto muita gente a passar por lá.

Inclusive (e ao melhor estilo de Bali), já cobram entrada, com opção de pequeno-almoço (ou não), para tirar umas fotos. Ao que eles chamam de Selfie Ticket!

Nós optamos pelo bilhete normal e lá fizemos as nossas fotos! Ficam bastante bonitas, e a porta fica localizada no meio de muito verde, com uma paisagem imensa, mas eu diria que se andarem pela zona passem lá, mas não creio que se justifica se forem visitar de propósito!

Onde comer?

Posto isto, e antes de nos pormos a caminho de Ubud, apanhamos novamente uma chuva que não acabava, mas como as visitas estavam feitas, acabamos por almoçar num restaurante óptimo mesmo pertinho do Ulun Bratan Temple. Naturais de Lombok (o Rudi estava nas “sete quintas” claro) a comida foi óptima e barata!

Visitas feitas, mais uma 1h30/2h de caminho nos esperava até Ubud. Metade com chuva, e algum frio, mas lá chegamos a tempo de relaxar para o resto do dia e preparar as visitas do dia seguinte.

Dica: a zona Norte de Bali, na época das chuvas fica bem fresquinha, devido à localização mais montanhosa, junto ao Vulcão, e mais ainda se formos de mota!

Entretanto, já sabem que me podem acompanhar no Instagram e não perder mais dicas da Indonésia!

_______________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

GOSTASTE DESTE ARTIGO? GUARDA-O NO PINTEREST!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »