Yogy: Visitar o Taman Sari e a Underground Mosque

Visitar o Taman Sari em Yogyakarta ( e descobrir a Underground Mosque) foi uma agradável surpresa. Aliás, posso dizer que visitar Yogyakarta foi também uma agradável surpresa! Na verdade, quando planeei a ida a Yogy, o objectivo seria o de visitar os Templos de Borobudur e Prambanan, pouco ou nada sabia do que ver e fazer na cidade. Depois de umas pesquisas, em todo o lado aparecia o Taman Sari Water Castle. A seguir aos Templos, este lugar passou para a nossa bucketlist de locais a visitar.

| VER TAMBÉM: 10 coisas a não perder em Yogyakarta |

No dia a seguir a visitar os Templos, decidimos ir de manhã cedo visitar o Taman Sari. Como ficava muito perto do Hotel onde estávamos, fomos de becak até lá. Como tudo o que íamos visitar ficava perto, contratámos um destes senhores dos Becak (o transporte típico de Yogyakarta) para andar connosco. Ainda lhe oferecemos refeições. Pagámos no total 100 mil rúpias (cerca de 6€), para umas horas.

O nosso becak e o senhor querido que nos levou até ao Taman Sari

TAMAN SARI WATER CASTLE

O Taman Sari, conhecido como Water Castle ou mesmo como Water Palace, era os jardins oficiais do Sultão de Yogyakarta. Sim, pelo que parece por ali havia Sultões. Este Palácio, foi construido algures no Século XVIII.

O Palácio era onde o Sultão passava grande parte do tempo. Era o seu local de descanso, meditação (havia uma zona só para isso, com vista para o lago), tinha também a sua própria piscina privada, bem como piscina para todas as suas concubinas (que é como quem diz, todas as suas mulheres).

Dizem também que um Português foi um dos arquitectos do Taman Sari. Verdade ou não? Não sabemos. Sabemos é que os Portugueses andavam (e andam) de facto em todo o lado!

Actualmente, o que resta do palácio são ruínas, visto que ficou abandonado durante muito tempo, e nas suas imediações vivem cerca de 3000 habitantes locais.

Visitámos o Palácio logo na sua abertura e já estava a começar a ficar cheio de gente, mas visitar mais tarde não seria opção devido ao calor que já começava a fazer sentir-se.

HORÁRIO: 9h – 15h

PREÇO DO BILHETE: 15 mil rúpias para turista (cerca de 1€) e 5 mil rúpias para turistas locais (cerca de 0,30 cêntimos). Adicionalmente, pagámos um bilhete para fazermos foto e video (com os nossos equipamentos) no valor de 3 mil rúpias ( cerca de 0,20 cêntimos).

Dica: depois de entrar, o Palácio dispõe de guias oficiais locais, que podemos ou não contratar. Como queríamos aprender mais do sitio, contratamos um deles. Foi sem duvida uma óptima opção (e eu nem costumo faze-lo, mas ali achei que fazia sentido). O valor a pagar era por donativo e o guia ficava connosco o tempo que fosse preciso. Ficámos uma hora, e como gostámos do acompanhamento pagámos 100 mil rúpias (cerca de 6 €).

O que ver dentro do palácio?

1. Gedong Gapura Hageng

Depois de entrarmos e atravessarmos um pequeno jardim, vamos encontrar esta Porta maravilhosa. Foi aí que encontrámos o nosso guia, e que nos levou a viajar por estes jardins maravilhosos.

Curiosidade: houve um sismo muito forte há uns anos que quase que destruiu o sítio!

Sem palavras! E só de pensar que o sismo quase que destruiu esta porta!

2. Pasiraman Umbul Binangun | As piscinas

Sem dúvida que, das principais atracções deste Palácio, é a zona das 3 piscinas: uma para as crianças, outra para as concubinas e outra piscina privada apenas para o Sultão e, muitas vezes, para a sua escolhida também.

Na zona das piscinas destaca-se uma espécie de torre, com uma janela com grades, que era onde o Sultão observava as suas concubinas (um bocadinho bizarro para os nosso padrões de hoje em dia), e era dali que escolhi a sua próxima esposa. E sabem como o fazia? Atirava uma flor lá de cima para que ela a apanhasse. Acredito que não tenha sido tarefa fácil, e possivelmente, ainda lutavam entre elas para apanhar a flor…

Depois de vermos esta área, o nosso guia, ainda foi o nosso fotografo (portanto tinha dupla função), ainda inventou fazer-nos umas fotos nos jardins.

Os túneis e a Underground Mosque | Sumur Gumuling

Descobri – graças as redes sociais –  que, para além da área principal do Taman Sari, havia um local muito interessante que se tornou imperativo visitar no local: a Underground Mosque ou Sumur Gumuling.

Mais uma vez o Guia foi importante, porque facilmente nos perderíamos ali dentro se não fosse ele.

Esta Mesquita subterrânea, está ligada por tuneis, e foi sem duvida dos pontos altos desta visita.

Infelizmente estava tão cheia de gente que não conseguimos fotografar, como estávamos perto, e eu queria muito fotografar nesse sitio, combinamos com o guia voltar no dia seguinte, ainda um pouco antes da abertura, para irmos logo para lá. Não só conseguimos visitar o local melhor, como ainda ficámos com grande fotos, pois obviamente ele sabia todos os truques.

Vejam só o quão incrível é este sitio:

No dia que visitámos o Taman Sari, fomos de seguida visitar o Keraton Palace (o actual Palácio do Sultão), mas desse falarei noutro artigo. Numa ida a Yogyakarta vale a pena visitar o Taman Sari e descobrir a Underground Mosque.

| VER TAMBÉM: Visitar Yogyakarta: Dicas & Conselhos |

Ainda não me seguem no Instagram? Podem ver mais das minhas viagens por aqui.

_________________________________________________

Este artigo contém links de afiliados. Se comprares através dos meus links não terás nenhum custo adicional e ajudas-me a manter este blog ativo 🙂

__________________________________________________

GOSTASTE DESTE ARTIGO? GUARDA-O NO PINTEREST!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »