Guia para os Templos de Borobudur e Prambanan

Hoje o artigo é um Guia completo para visitar os Templos de Borobudur e Prambanan, em Yogyakarta, e que já estava aqui pendente há bastante tempo. Andava também já com vontade de escrever sobre a Indonésia, mas decidi parar por uns tempos até para organizar as ideias e também o blog.

Neste artigo, preparem-se que vai ser bastante longo e completo, pois vou partilhar todo o planeamento que fiz para visitar os dois Templos principais de Yogyakarta: Borobudur e Prambanan.

Esta paisagem é linda! Não dava para parar de ficar de boca aberta!

| Ver mais de Yogyakarta aqui: | 

10 coisas a não perder em Yogyakarta

Visitar Yogyakarta: Dicas e Conselhos

Depois de quase 2 anos na Indonésia, ainda não tínhamos conseguido ir a Yogyakarta, em Java. O sismo de Gili trocou-nos as voltas e os nossos planos andaram também trocados e baralhados.

Decidimos ir 4 dias a Yogyakarta, sendo que o objectivo principal era o de visitar Borobudur, mas rapidamente descobri que havia outro complexo de templos que valia a pena visitar.

COMO CHEGAR

No nosso caso, chegámos via Bali. Apanhamos um voo da Airasia de Bali para Yogyakarta. Voo esse que dura apenas 1 hora e pouco e que foi bastante tranquilo.

Pagamos cerca de 140€ ida e volta pelos 2!

Podem ver voos directamente na AirAsia ou através do Tiket.Com !

Em Bali já à espera do nosso voo para Yogyakarta

ONDE FICAR

Já tinha contado neste artigo onde ficámos, no entanto, acrescento que optamos por ficar dentro de Yogyakarta, ao invés de ficar uma noite em Borobudur e as restantes em Yogy. Optámos por ficar as noites todas e visitar os templos a partir de Yogy.

|Marcar alojamento em YOGYAKARTA |

Queríamos também visitar a cidade e evitar andar com as mochilas de um lado para o outro.

Ficámos na Rumah Panjaitan, um alojamento bem simples, que podem ver aqui no mapa a localização exacta:

PLANEAR AS VISITAS AOS TEMPLOS

Não levávamos nada planeado e ainda lá decidimos o que fazer.

O templo Borobudur fica a cerca de 1h30 do centro de Yogy e do local onde ficamos hospedados, e os Templos de Prambanan ficam a cerca de 40 minutos, ou seja bem mais perto e ainda dentro da cidade.

Como tínhamos 4 dias (não totalmente completos), optamos por visitar os 2 templos no mesmo dia, mesmo tendo em conta que ficam em lados opostos.

Basicamente o que fizemos foi: para o nascer do sol fomos para Borobudur, e para o por do sol fomos para Prambanan. Durante o dia optamos por ficar no Hotel a descansar, pois apesar de ser época das chuvas, estava bastante calor. E foi o melhor que fizemos pois foi bastante cansativo ainda assim.

Dá para perceber a minha felicidade ao visitar este sítio não dá?

Para visitar os Templos, verificámos 3 hipóteses possíveis, que fomos eliminando até acharmos a solução melhor para visitar cada um dos Templos:

1. Alugar carro privado: 400k. Embora fosse a situação mais confortável e que nos permitia ficar o tempo que quiséssemos nos Templos, era também a mais cara, e o objectivo não seria o de gastar muito dinheiro (já o íamos fazer com os bilhetes), então deixamos logo de lado esta hipótese.

2. Ir de mota: 70k. No nosso alojamento conseguíamos alugar mota, mas sendo que o objectivo seria de estar em Borobur pelo nascer do sol, significa que o Rudi tinha que conduzir mais de 1hora durante a noite para chegarmos a tempo. Achamos que iria ser muito cansativo e deixamos esta hipótese de lado. No entanto, esta foi a opção escolhida para visitar Prambanan. Como iríamos descansar durante o dia, e o caminho ate lá era relativamente fácil, fomos para Prambanan de mota.

3. Ir numa tour: 100k. Numa primeira abordagem achamos que iria ser mega confusão, mas decidimos que para ir para Borobudur seria a opção ideal. Foi uma boa escolha, ate porque nos permitiu descansar na carrinha e eramos somente 4 ou 5 pessoas. A desvantagem: tínhamos limite de tempo para estarmos na zona do Templo (isto chateia-me sempre), mas também senti que estive tempo suficiente por isso tudo bem.

ESCOLHER AS TOURS 

Quando optamos por visitar o Templo de Borobudur através de uma Tour, deparamo-nos com imensas opções:

A minha ideia seria de assistir ao por do sol no Templo, mas rapidamente descartei a opção, devido aos preços e ao tempo. Arriscamos bastante visitar o templo na época das chuvas, mas correu bastante bem. Na verdade, até tenho visto muita gente visitar Borobudur em época alta e apanha mau tempo e tudo muito nublado.

A opção do Sunrise Borbudur (assisitir ao Nascer do Sol dentro do templo – Ver Tour K11) não permitia comprar o bilhete combinado dos 2 templos, pelo que ficava bem mais cara.

Rapidamente descartamos esta opção pelas nuvens e preço (e não me arrependo de todo!).

Aqui podem ver o preço dos bilhetes nos Templos (em USD ) e as opções:

Preço das entradas Templo Borobudur e Prambanan

Preço dos bilhetes dos Templos

Escolhemos a opção “Good Morning Borobudur”

Escolhemos a opção Good Morning Borobudur (ver Tour K3), que  começa imediatamente a seguir ao nascer do sol. Escolhi com pequeno-almoço e o Rudi sem pequeno-almoço. Não aconselho a opção pequeno-almoço pois pior não podia ser. Não compensa em nada!

De notar que estes valores são apenas os transportes para o templo. Acrescem ainda o valor dos bilhetes de entrada no Templo (preços foto acima).

Good Morning Borobudur

A TOUR escolhida: Good Morning Borobudur. Apenas o transporte incluído.

VISITAR BOROBUDUR

O dia tinha chegado! E antes de mais, estava no delírio só de pensar que ia finalmente visitar Borobudur, o maior templo budista da Indonésia na ilha de Java! E há muito tempo que este templo estava nos meus planos.

Foto de família na placa de Borobudur 🙂

SOBRE BOROBUDUR

Borobudur, ou em Indonésio Candi Borobudur, é o maior Templo Budista do Mundo, e considerado Património Mundial da Unesco.

Detalhe das stupas

Borobudur fica localizado no meio da floresta, entre dois grandes vulcões: o Sundoro-Sumbing e o Merbabu-Merapi.

O Templo de Borobudur foi construído por volta do século VIII, quando a região era governada pela dinastia budista Sailendra, do Reino Mataram.

O templo foi contruído em pirâmide com vários degraus e nove plataformas no total, sendo que as plataformas que ficam embaixo são todas quadradas e a base é bem larga. Se visto de cima, o templo parece uma Mandala.

No topo foram erguidas 72 stupas,e em cada uma delas uma estátua de Buda sentado.

Algumas Stupas com Buda a descoberto

Com o aumento da influência Islâmica na ilha de Java, na metade do século X o templo foi completamente abandonado, transformando-se então em ruínas e ficando escondido por mais de mil anos.
Só no século XIX é que o local foi redescoberto por Sir Thomas Stamford Raffles, durante o domínio britânico de Java. Nessa altura, colecionadores de relíquias levavam objectos do Templo, por isso se vê Budas já sem cabeça ou ausência de peças.

Incrível! Estes paineis contam a Historia de Sidharta

Entre 1907 e 1911, sob a direção de Theodor van Erp, fez-se uma enorme obra de um primeiro restauro do Templo. No entanto, foi entre 1975 e 1982 que a UNESCO desmontou toda a estrutura para limpeza e tratamento de cada pedra, dando o devido tratamento que o lugar merece. Em 1991, atribuiu-lhe estatuto de Património Mundial da UNESCO.

Linda esta paisagem!

Sobre os bilhetes…

Aqui está uma coisa engraçada: o custo do bilhete de entrada para um turista internacional é bastante superior do que o custo de bilhete para um turista local !

E mais, os bilhetes e entradas de turista internacional e local são em locais opostos!
Bilhete Turista Internacional: 337 mil rúpias (combinado dos 2 Templos 540 mil rúpias)Bilhete
Turista Local: 40 mil rúpias (combinado dos dois templos 75 mil rúpias)

Preço dos Bilhetes afixado na bilheteira

Visitamos o templo num domingo, e eis o meu espanto quando vejo imensas visitas de estudo….ao domingo! Pelos vistos é comum na Indonésia.

Várias turmas de estudantes locais (muçulmanos) a visitarem o Templo Borobudur a um domingo.

Curioso também foi não ter visto muitos turistas internacionais, então rapidamente nos tornamos uma atracção para os miúdos das visitas de estudo:

Aqui quase que me perdia no meio da criançada que lutava por uma boa foto!

É mágico este sítio! Não imaginam o êxtase em que estava.

Vai ficar gravado para sempre na minha memória!

VISITAR PRAMBANAN

Até chegar a Yogyakarta desconhecia estes Templos, mas depois de várias pesquisas percebi que também tínhamos que ir, e que a par do Templo Borbodur, este também era um Templo bastante visitado.

O que não sabia é que os Templos de Prambanan ficam relativamente perto do aeroporto, pelo que se soubesse antes, teria feito a visita na manhã antes de partirmos e teríamos ficado com resto de dia livre depois de Borobudur. Digo-vos que visitar os dois Templos no mesmo dia, com o calor que se faz por Yogy, não foi tarefa fácil.

Como fomos até ao Templo:

Já referi anteriormente, que como os Templos de Prambanan ficam praticamente dentro da cidade, decidimos ir de mota. Sendo que fomos ao meio da tarde/final do dia, apanhamos bastante transito, mas com o google maps o caminho faz-se relativamente bem. Já tínhamos também os bilhetes comprados (levávamos o combinado), então foi entrar logo.

SOBRE PRAMBANAN

O Complexo de Templos Prambanan, em Indonésio Candi Prambanan, é o maior Templo Hindu da Indonésia e Património Mundial da Unesco.

Prambanan é um templo hindu dedicado aos Deuses Brahma (Criador), Vishnu (Guardião) e Shiva (Destruidor), as três principais divindades do hinduísmo.

O Templo de Shiva é o que chama mais atenção, fica no centro e é a estrutura mais alta e maior no Prambanan complexo, pois mede 47 metros de altura e 34 metros de largura.

Grandiosidade do Templo de Shiva

Os outros dois principais santuários são a de Vishnu, no lado norte do santuário de Shiva, e o de Brahma, no sul. Ambos são voltados para o leste e contêm grande câmaras dedicadas a um deus; estes templos medem 20 metros de largura e 33 metros de altura, respectivamente.

São lindos estes templos

Foi pena não ter havido pôr-do-sol, e ainda apanhámos um pouco de chuva. Vale a pena visitar este templo que em nada fica atrás ao seu vizinho Borobudur.

Desconhecia por completo estes templos, que foram uma agradável surpresa

TOTAL DE CUSTOS PARA 2 PESSOAS PARA OS 2 TEMPLOS:

Transporte Borobudur: 125 k (com pequeno-almoço) + 90 k (sem pequeno-almoço)

Aluguer de Mota até Prambanan: 70 k

Bilhete combinado Vera: 540k

Bilhete combinado Rudi: 80k

TOTAL GASTO: 905 mil rúpias ( cerca de 60 € )

Não percam nada das minhas viagens no Instagram e também no Facebook.

Já visitaram os Templos Borobudur e Prambanan? Deixem nos comentários as vossas opiniões para que outros viajantes possam ver. Obrigada 🙂

_______________________________________________________________

Este artigo contém links de afiliados. Se comprares através dos meus links não terás nenhum custo adicional e ajudas-me a manter este blog ativo 🙂

_________________________________________________________

GOSTASTE DESTE ARTIGO? GUARDA-O NO PINTEREST!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »